Israel trabalha em novas tecnologias para detectar a origem das células cancerígenas

Pesquisadores israelenses estão trabalhando em uma nova tecnologia para detectar a origem das células cancerígenas, o que poderia reduzir drasticamente o número de pacientes com câncer, disse a Universidade Hebraica de Jerusalém.

Cerca de 90% dos cânceres poderiam ter sido prevenidos com diagnóstico precoce, que é o que o novo teste permitirá», disseram os pesquisadores.

Um exame de sangue inovador, baseado na nova tecnologia, permite identificar a fonte do tecido de ADN secretado no sangue para descobrir se este tem origem em células doentes e identificar de que órgãos provêm.

A nova tecnologia permitirá também identificar doenças cardíacas, controlar órgãos transplantados e controlar o desenvolvimento de doenças infecciosas.

«Quando um oncologista, por exemplo, quer saber como um paciente responde ao tratamento quimioterápico, ele ou ela pode inferir isso medindo a quantidade de DNA liberada pelo tumor canceroso», explicaram os pesquisadores.

 

Com informações Hoje Israel