Termina o resgate de grupo preso em caverna na Tailândia

Os últimos meninos e o treinador que os acompanhava foram retirados com vida do local, dando fim ao dramático episódio que durou mais de duas semanas

Todos os 12 meninos e o treinador que estavam presos em um complexo de cavernas na Tailândia foram resgatados com vida dando fim ao episódio dramático que durou pouco mais de duas semanas.

Agora pouco, as últimas pessoas foram retirados pelos mergulhadores, numa operação intensa de resgate que se iniciou no domingo de manhã, 8 de julho, e que se encerra nesta terça-feira, 10 de julho.“Os 12 Javalis Selvagens e seu treinador foram retirados da caverna e estão seguros”, disse a unidade de elite da Marinha tailandesa em sua página oficial no Facebook.

Relembre o caso

O jogadores do time de futebol “Javalis Selvagens”, de idades entre 11 e 16 anos, e seu treinador ficaram presos em 23 de junho enquanto exploravam o complexo de cavernas na província de Chiang Rai, no norte do país, depois de um treino. Eles foram surpreendidos por uma chuva que inundou os túneis do local.

Mergulhadores britânicos encontraram os 13 famintos e amontoados na escuridão em um banco de lama em uma câmara parcialmente inundada a vários quilômetros da entrada do complexo, na segunda-feira da semana passada, 2 de julho.

Autoridades então começaram a traçar um novo plano para resgatá-los com vida. Após muitas tentativas e erros, foi concluído que a melhor maneira de sal´vá-los seria retirar um de cada vez, com o auxílio de mergulhadores. As fases dessa arriscada operação foram conduzidas aos poucos desde o último domingo, com pausas de cerca de 10 a 14 horas para que os tanques de oxigênio fossem recarregados.

O drama dos meninos e seu treinador chega ao fim em clima de alívio e tristeza, marcada pela morte de um mergulhador voluntário na sexta-feira, 6 de julho, durante uma missão de reabastecimento dos suprimentos para o grupo.

Por Gabriela Ruic, com agências internacionais