Palmas registra mais de 10 mil infrações por excesso de velocidade em um mês

Foi divulgado nesta quinta-feira (14) um balanço do número de infrações durante o mês de maio, período voltado para a conscientização da segurança no trânsito. Os dados mostram que mais de 14,8 mil infrações registradas apenas em Palmas, sendo 10.117 autuações por excesso de velocidade.

Segundo a Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana, os números são de locais em que a fiscalização eletrônica já é conhecida pela população. “Diante de tantas imprudências e desrespeito à sinalização o resultado foi um Maio Amarelo com 322 acidentes, sendo quatro com vítimas fatais”, aponta o superintendente de Trânsito e Transporte, Elissando Honorato.

Uma das vítimas foi Vanderlice Alves de Sousa, de 31 anos. Ela estava grávida de oito meses e morreu após a motocicleta que ela estava ser atingida por um caminhão ao lado de uma faixa de pedestres. O bebê também não resistiu.

Outras duas mortes ocorreram na avenida Teotônio Segurado, em um dos poucos cruzamentos que não há semáforo. Os casos levaram moradores a interditar a via em protesto. Depois disso, a prefeitura fechou o cruzamento.

“Mesmo com a quantidade de equipamentos de redutor de velocidade, os índices de infrações, e consequentemente acidentes, ainda são altos”, disse a gerente de Fiscalização no Trânsito, Glauce Kelly de Souza.

Além do excesso de velocidade, 1.213 condutores foram flagrados avançando o sinal vermelho nas vias da Capital. Outra infração muito cometida pelos motoristas em Palmas é não usar o cinco de segurança, dirigir utilizando celular ou sem habilitação, além de se recusar a fazer o teste do bafômetro.

Em maio, durante as ações do programa Balada Segura foram feitas 23 operações nas madrugadas. Durante essas abordagens, 42 pessoas se recusaram a fazer os testes para embriaguez.