Estudantes do Colégio Caic criam sistema para reutilizar água dos bebedouros

Estudantes do Colégio Estadual Caic, em Palmas, colocaram em prática um projeto que surgiu a partir das discussões sobre o uso consciente da água na V Conferência Nacional Infanto juvenil para o Meio Ambiente, realizada na escola. O primeiro passo foi criar alternativas para reaproveitar a água que estava sendo desperdiçada nos bebedouros.

De acordo com a professora Valdirene Lino de Souza, de Ciências, a equipe da escola começou a pensar em alternativas para reduzir o desperdício da água. Uma das sugestões foi que os alunos adotassem copos ou garrafas, mas a ideia não deu certo.  “Percebemos que o desperdício da água chegava a 70%”, contou.

Foram os próprios alunos que tiveram a iniciativa de canalizar a água que estava sendo jogada fora e direcionar para uma caixa d’água, que foi colocada num ponto estratégico. A caixa tem capacidade para 500 litros e leva duas semanas para ficar cheia. Essa água está sendo utilizada para lavar o pátio e calçadas. Em outro ponto do bebedouro, foram instaladas mangueiras de gotejamento para irrigar os jardins da escola.

Rafaela Arnemann, professora de Ciências, explicou que a próxima etapa do projeto é instalar um sistema de reaproveitamento da água dos aparelhos de ar-condicionado, que deverão ser utilizadas para irrigação de plantas.

A professora Valdirene ressaltou que os alunos fizeram todas as etapas do projeto, desde a compra do material, a instalação e montagem, por isso eles estão cuidando de tudo.

A diretora Marisa Aparecida Alves Santos explicou que a equipe de professores que trabalham com educação financeira analisará esse projeto de reaproveitamento da água para observar o quanto a escola economizará durante um mês de reaproveitamento da água.

Outro projeto realizado pela escola, com o mesmo conceito de reaproveitamento, foi o recolhimento de pneus usados, que foram utilizados na ornamentação das áreas de jardins e de convivência.

Conhecimento aplicado em casa

Para a estudante Isabela Rodrigues, 12 anos, escolhida como delegada da etapa nacional da conferência, representar a escola e poder compartilhar a experiência com outros alunos foi algo gratificante e significativo para a vida. “Também tivemos a oportunidade de conhecer o projeto que outros estudantes estão realizando”, frisou.

Isabela explicou que o trabalho começou com discussões sobre a importância do uso consciente da água, da elaboração do projeto, do planejamento, execução e elaboração de uma maquete, para explicar melhor como está acontecendo o reaproveitamento da água na escola.

O estudante Marcos Paulo Rodrigues dos Santos tem 14 anos e contou que, por meio das discussões na escola sobre a água, passou a observar a sua relação com  a água. “Na minha casa, aproveitamos a água que lava as roupas para também lavar as calçadas”, frisou.

“Este foi um projeto que envolveu toda a escola e trouxe ótimos resultados para a escola e para a aprendizagem dos alunos”, afirmou a professora Rafaela.

Josélia de Lima, Palmas