Irmãos são presos suspeitos de falsificar carteirinhas de estudante

Segundo a Polícia Civil, homem fabricava as carteirinhas e a irmã negociava, através de grupo de WhatsApp. A intenção era pagar meia entrada nos shows da pecuária de Araguaína.

Dois irmãos foram presos suspeitos de falsificar carteirinhas de estudante em Araguaína. A prisão em flagrante de Maria Alves dos Reis foi no momento em que ela entregava um documento falso para um suposto cliente. O irmão dela, Nilvan Alves também foi detido. A denúncia foi feita por um estudante que descobriu o crime, por meio das redes sociais. 

Na casa de Nilvan, os policiais encontraram carteirinhas e apreenderam um computador usado para produzir o material.

“Era uma produção caseira, muito grosseira por sinal, mas que estava incorrendo em crime. Ela negociava nos grupos de WhatsApp. O irmão fabricava essas carteiras. Essa fabricação era para causa prejuízos na nossa exposição agropecuária em Araguaína e pagar meia [entrada] indevidamente”, explicou o delegado da Polícia Civil, Rerison Macedo.

Segundo a polícia, as pessoas que encomendaram as carteiras falsas também estão sendo investigadas. “Várias pessoas estão sendo identificadas, que elas não usem essas carteiras porque todas serão chamadas na delegacia de Polícia Civil para prestar contas dos crimes que estão cometendo porque quem vende, fabrica e compra está incorrendo em crime. É uma pena de um a cinco anos, não tem direito a fiança”.

Com informações TV Anhanguera