UTI pediátrica começa a funcionar em Araguaína

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica do Hospital Municipal Dr. Eduardo Medrado, em Araguaína, começou a funcionar nesta segunda-feira, 23. A instalação da Unidade é resultado de uma Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público Estadual (MPE) em janeiro de 2014 e vai beneficiar crianças de Araguaína e de toda a região Macrocentro Norte. Nesta etapa inicial, serão disponibilizados dez leitos, dois deles serão ocupados de imediato.

Além de atuar na esfera judicial, o MPE, em conjunto com a Associação das Mães que Amam (AMA) e com a Loja Maçônica Paz e Concórdia, mobilizou a sociedade araguainense a realizar doações e a destinar parte do seu Imposto de Renda ao Fundo Municipal da Infância e Adolescência (FIA), com a garantia de que os recursos arrecadados seriam aplicados na UTI pediátrica.

Todo o processo de construção e instalação da Unidade vem sendo acompanhado de perto pela Promotoria da Saúde em Araguaína. “Foi uma longa perseguição jurídica e social para chegarmos ao funcionamento desse serviço, que certamente, salvará muitas vidas”, destaca a Promotora de Justiça Araína Cesárea D’Alessandro.

A Promotora relembra que a falta de uma UTI pediátrica na segunda maior cidade do Estado era um contrassenso, já que, segundo a Constituição Federal e o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n.° 8.069/90), a criança tem prioridade absoluta no atendimento na área da saúde.

A UTI vai atender crianças com 28 dias de nascidas até 14 ou 18 anos, de acordo com as rotinas hospitalares internas. Será mantida por meio de um financiamento tripartite, uma cooperação entre Município, Estado e Governo Federal.

Uma bênção realizada pelo padre Jarbas Assunção, com a presença da promotora da Saúde, Araína Cesárea D’Alessandro, equipe médica e representantes do município, entre outros, marcou a inauguração da Unidade.

 

MPTO