Dia Mundial de Combate as Meningites chama atenção para sinais e sintomas da doença

O Dia Mundial do Combate às Meningites é lembrando anualmente no dia 24 de abril, a Secretaria de Estado da Saúde, por meio da Área de Assessoramento das Meningites vem alertar a sociedade civil sobre os sinais e sintomas da doença.

Arte-Dia-Mundial-de-Combate----Meningite_400.jpg

O objetivo é incentivar a procura imediata do serviço de saúde frente a suspeita da doença, mobilizar os profissionais de saúde quanto ao monitoramento da situação epidemiológica das meningites no Estado, realizar medidas de controle e prevenção disponíveis pelos serviços de saúde, atualizar a carteira de vacinação de acordo com o novo calendário vacinal, detectar precocemente surtos de doença meningocócica e meningite viral, promover atividades de educação em saúde orientando algumas medidas básicas de higiene e saúde, divulgação de informações sobre a doença no intuito de diminuir a ansiedade e evitar pânico da sociedade civil e profissionais de saúde.

A gerente de doenças transmissíveis, Hájussa Garcia, explica que a meningites bacterianas e virais são as mais importantes do ponto de vista da saúde pública, devido a sua capacidade de ocasionar surtos, e no caso da meningite bacteriana, a gravidade dos casos. Ela explica ainda que a ocorrência das meningites bacterianas é mais comum no inverno e meningites virais (Asséptica) no verão. “Considerando a relevância deste agravo como problema de saúde pública, contamos com a parceria e mobilização de todos os envolvidos neste processo rumo ao combate da meningite no Estado.”

Segundo dados epidemiológicos do Tocantins em 2017, foram notificados 155 casos, sendo 47 confirmados. Quanto ao número de óbitos notificados, foram 8 no total, sendo 3 por outras causas e 5 por meningite. Em 2018 tivemos incidência na região do médio norte, sendo 102 casos notificados e 14 confirmados, sendo dois deles da meningite da forma mais grave, a meningococica e a hemófilos, que atinge os menores de 5 anos.(Dados retirados do Sinan NET / SES-TO em 26/03/2018.)

Doença

A meningite é uma doença que consiste na inflamação das meninges, membranas que envolvem o encéfalo e a medula espinhal. Pode ser causada, principalmente, por vírus ou bactérias. O quadro das meningites virais é mais leve e seus sintomas se assemelham aos da gripe e resfriados. Entretanto, a bacteriana é causada principalmente pelos meningococos, pneumococos ou hemófilos – é altamente contagiosa e geralmente grave, sendo a doença meningocócica a mais séria. Quando causada pela Neisseriameningitidis, pode causar inflamação nas meninges, infecção generalizada (meningococcemia) e requer bastante cuidado pela severidade de alguns casos que podem evoluir a óbito ou a danos no cérebro mais grave deixando seqüelas.

No Brasil, a doença meningocócica é endêmica, com ocorrência de surtos esporádicos. O meningococo é a principal causa de meningite bacteriana no país. Os coeficientes de incidência têm se mantido estáveis nos últimos anos, com aproximadamente 1,5 a 2,0 casos para cada 100.000 habitantes. Acomete indivíduos de todas as faixas etárias, porém aproximadamente 40 a 50% dos casos notificados ocorrem em crianças menores de 5 anos de idade.

Vacina

Em meados de 2010, devido ao aumento de circulação do sorogrupo C e à alta incidência da doença observada em crianças, foi introduzida a vacina meningocócica conjugada contra o grupo C no Calendário de Vacinação da Criança.

Ellayne Czuryto, Palmas