Fundação Obama dá 25 bolsas para estudar de graça nos EUA

Fundação ligada ao ex-presidente dos Estados Unidos selecionará 25 candidatos para estudar na Universidade de Chicago. Veja requisitos

Depois de lançar fellowships e convocar líderes do mundo todo para uma conferência, a Fundação Obama lançou mais um programa focado em desafios globais e lideranças.Dessa vez, trata-se de um programa de bolsas de estudo que selecionará 25 estudantes para estudar na Universidade de Chicago, nos Estados Unidos.

Para se candidatar, é necessário submeter os documentos exigidos até 10 de abril.

O vínculo de Barack Obama com a Universidade de Chicago já vem de longa data. O ex-presidente americano passou pela instituição de ensino como professor, entre 1992 e 2004, antes de iniciar o mandato como senador.

Como se inscrever para as bolsas da Fundação Obama

O processo de seleção está aberto para alunos que tenham interesse em um mestrado específico da instituição de ensino americana: o mestrado em políticas públicas e desenvolvimento internacional, da Harris School of Public Policy.

Ao longo do curso, os alunos optam por nove disciplinas – que incluem matérias voltadas aos fundamentos da análise de políticas e de desenvolvimento, bem como eletivas. Cabe ao aluno moldar o programa a seus interesses, em assuntos como saúde, meio ambiente e direitos humanos.

Pensando no programa de mestrado, a Fundação Obama estabeleceu alguns critérios para selecionar os futuros bolsistas. É necessário ter experiência profissional “significativa” (em média de três a cinco anos), com uma trajetória de impacto social crescente, assim como histórico de trabalho pelo bem comum e interesse de aplicar os conhecimentos obtidos no mestrado em sua comunidade.

Os interessados na iniciativa, que se encaixem no perfil estabelecido por Obama, precisam submeter uma candidatura unificada, que vale para o mestrado e para o sistema de bolsas de estudo. Entre os documentos exigidos, estão histórico acadêmico, teste de proficiência em inglês (como o TOEFL), currículo detalhado com experiências profissionais e comunitárias e três cartas de recomendação. Não é necessário enviar o resultado de testes como o GRE.

Também é necessário escrever dois essays temáticos. O primeiro deles deve tratar do trabalho atual do candidato e seu impacto social, bem como os desafios encontrados pelo candidato e as formas como conseguiu resolvê-los. Já o segundo refere-se a planos futuros: qual impacto pretende ter no mundo, como o programa de bolsas da Fundação Obama poderá ajudar e qual é seu “plano B”, caso não seja selecionado.

Quais os benefícios

Um dos benefícios oferecidos é justamente o apoio financeiro integral, que contempla desde despesas com a anuidade da Universidade de Chicago até a manutenção no país durante o curso.

Outro aspecto importante da iniciativa criada pela Fundação Obama tem a ver com oportunidades de networking com líderes, mentoria com profissionais experientes que façam parte da rede e conferências e cursos nos Estados Unidos.

Para saber mais detalhes das bolsas e se inscrever, basta acessar o site da Universidade de Chicago.

Por Priscila Bellini, do Estudar Fora