Setenta anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos será celebrada com palestras nas escolas

A Superintendência dos Direitos Humanos de Palmas adere à campanha internacional em comemoração aos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, promovida mundialmente pela Organização das Nações Unidas (ONU) e coordenada no Brasil pelo Ministério dos Direitos Humanos, que visa levar ao conhecimento da população o real significado da declaração, por meio de palestras e dinâmicas em todas as escolas da rede pública municipal de ensino e nas universidades, além de distribuição de cartazes nos órgãos públicos.

O aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos é comemorado no dia 10 de dezembro. A campanha em Palmas iniciou em dezembro passado e terá um ano de programações em homenagem ao documento fundamental de direitos humanos, que em 2018 completa 70 anos.

O assessor técnico da superintendência dos Direitos Humanos de Palmas, Wesley Gomes, esclarece que desde a proclamação da Declaração Universal dos Direitos Humanos em 1948, o conceito têm sido um dos três pilares das Nações Unidas, junto com a paz e o desenvolvimento, e a Declaração Universal proclamou direitos inalienáveis de todos os seres humanos. “Independente de raça, cor, religião, sexo, linguagem, opinião política ou de qualquer outro tipo, origem social ou de nacionalidade, status de propriedade, nascimento ou de qualquer outro tipo. É o documento mais traduzido do mundo, disponível em mais de 500 idiomas”, completa.

Por fim, ressalta que o “objetivo é criar ferramentas para que a sociedade civil organizada possa divulgar a campanha de popularização dos Direitos Humanos, com o compromisso de que Palmas e a sociedade palmense façam com que a Declaração dos Direitos Humanos seja de fato uma realidade”.

 

Lorena  Karlla