Curso de Trabalhador no Cultivo da Mandioca no município de Goiatins

Vinte alunos do Curso de Trabalhador no Cultivo da Mandioca, realizado pelo SENAR, coordenado pela presidente da FAET/SENAR, Kátia Abreu, participaram essa semana de aulas práticas e teóricas sobre como cultivar da melhor maneira a mandioca.

O instrutor do SENAR, Baltasar Ferreira da Silva explicou sobre a época de plantio adequada. “É importante para a produção da mandioca, principalmente pela relação com a presença de umidade no solo, necessária para brotação das manivas e enraizamento. A falta de umidade durante os primeiros meses após o plantio causa perdas na brotação e na produção, enquanto que o excesso, em solos mal drenados, favorece a podridão de raízes. “A escolha da época de plantio adequada ainda pode reduzir o ataque de pragas e doenças e a competição das ervas daninhas”. Relatou o instrutor.

O aluno João José Cruz Gomes, falou sobre a importância de poder participar de um curso como esse, “aqui eu aprendo de forma correta como lidar com a mandioca e ter um produto te altíssima qualidade, os erros que cometia durante a produção pela falta de conhecimentos hoje tenho certeza que não irei mais cometê-los. “Eu fui criado na roça, plantando e colhendo, mas percebi que já errei demais em relação ao plantio, já perdi muito por não ter a oportunidade de conhecer de perto as técnicas adequadas. Comentou o aluno.

Segundo o Instrutor do SENAR, Baltasar Ferreira da Silva, ele percebe que a cada dia a população se torna mais exigente no que se refere ao consumo de alimentos saudáveis, “o produtor rural tem um papel fundamental dentro desse contexto, que é produzir com qualidade além de exercer um papel de grande relevância dentro do agronegócio, a turma está muito participativa e interessada no conteúdo abordado, tenho certeza que todos sairão daqui capacitados para produzirem produtos de melhor qualidade. ” Afirmou o instrutor.

Assessoria de Comunicação FAET/SENAR do Tocantins