Servidores têm pós-graduação gratuita com foco em inovação, ciência e tecnologia

A base do desenvolvimento de qualquer nação passa, necessariamente, pela implementação de políticas públicas na área de inovação, ciência e tecnologia. A declaração é do professor Gilson Porto, do Núcleo de Pesquisa e Extensão da Universidade Federal do Tocantins (UFT), durante formalização do convênio celebrado entre a Secretaria Estadual da Administração, por meio da Universidade Corporativa do Tocantins, e a UFT. O convênio foi assinado na manhã de hoje, na sala de reuniões do Palácio Araguaia. Além de representantes das instituições parcerias, o evento também contou com a presença do governador Marcelo Miranda (PMDB) e autoridades.

Na prática, o convênio entre Unicet e UFT vai ofertar 400 vagas para o curso de pós-graduação, “Especialização em Gestão Estratégica da Inovação e Política de Ciência e Tecnologia”. Do total de vagas, 300 serão preenchidas por servidores públicos estaduais e 100 para o público em geral. O curso terá duração de 12 meses, com carga horária de 390 horas e no sistema de educação à distância. Apenas a aula inauguração e o encerramento do curso serão presenciais. O edital com as regras para disputar uma vaga no curso está em fase de elaboração.

Responsável pela definição do curso, Gilson Porto explica que inovação, ciência e tecnologia são áreas que costumam ser negligenciadas pelos gestores, mas que são fundamentais para garantir o desenvolvimento de qualquer município e, consecutivamente, de um estado e uma nação. “Existem recursos disponíveis para investir nessas áreas, mas os municípios não têm acesso a esse dinheiro por desconhecimento”, ilustra o professor, dizendo que ao final do curso, 400 profissionais estarão habilitados para atuar nessa área e contribuir com a implantação e gestão de políticas no setor.

O governador Marcelo Miranda disse que uma de suas prioridades sempre foi a qualificação do servidor público. “Nós, os governantes, somos passageiros. O Estado é mais importante, por isso precisarmos deixar os servidores bem formados, porque são eles que tocam a máquina administrativa”, afirmou, completando que está muito satisfeita com a parceria com a UFT, uma vez que entende que as universidades existentes no Tocantins, inclusive as particulares, são grandes riquezas que o Estado tem. “São nossas relíquias”, ilustrou.

Regularização

Durante o evento que marcou a assinatura do convênio, o secretário estadual da Administração, Geferson Barros, agradeceu a todos os servidores do Estado pela sua dedicação, em especial aos da pasta que comanda. “Vocês são a mão que toca essa máquina”, disse o secretário. Ao apresentar um breve resumo dos investimentos feitos pela Governo do Estado na área de gestão de pessoal, Barros disse lembrou dos sistemas de tecnologia da informação implantados e inovações como o novo Portal do Servidor e o sistema de qualificação.

O secretário também disse que muitos servidores foram prejudicados quanto às suas progressões por falta de um sistema eficiente de avaliação. “Mas, até o final deste ano, 100% dos servidores estarão avaliados e com sua situação funcional regularizada”, anunciou.

UFT

A vice-reitora da UFT, Ana Lúcia Quixabeira, reforçou que o papel da universidade é servir à comunidade onde está inserida e que, por isso, o Estado precisa aglutinar todas as instituições de ensino superior para que possam contribuir, de maneira efetiva, com as ações de desenvolvimento do Estado. “Queremos aumentar e fortalecer a parceria não só com a Unicet, mas com o Estado de maneira geral. Queremos contribuir também com a educação básica”, disse a vice-reitora.

Unitins

Durante o evento também foi assinado o “Termo de Colaboração Técnica e Compartilhamento de Espaço Público” entre a Unicet e a Universidade Estadual do Tocantins (Unitins). Na prática, o termo vai normatizar a cessão do espaço cedido pela Unitins para abrigar as instalações da Unicet, que atualmente funciona em um prédio alugado, cujo contrato termina no próximo dia 31. O temo será assinado pelo Governador e pela reitora da Unitins Suely Cabral Quixabeira. Ela disse que permitir o compartilhamento de espaço entre estreita ainda mais a relação entre as duas instituições.

 

Wanja Nóbrega