Bactéria comum que vive em nossa pele pode ser proteção contra câncer

Não é todo dia que alguma bactéria está relacionada à uma boa notícia, mas algumas comunidades de micróbios que vivem no nosso corpo realmente podem ajudar na proteção. É o caso de uma linhagem da Staphylococcus epidermidis, bactéria comum na pele humana que produz uma substância capaz de ajudar a prevenir o câncer de pele.

“A presença dessa espécie pode promover proteção natural ou pode ser usada terapeuticamente para inibir o crescimento de várias formas de câncer,” afirma Richard Gallo, um dos autores da pesquisa publicada na Science Advances.

Apesar da S. epidermidis ser comum, os cienctistas acreditam que apenas 20% da população saudável carrega a linhagem da bactéria que produz a poderosa substância.

O estudo

Em pesquisas anteriores, já era notado que a bactéria era encontrada principalmente em peles saudáveis e tinha a capacidade de matar micróbios nocivos, como os que causam a amigdalite.

O que Gallo e sua equipe de cientistas norte-americanos fizeram foi explorar ainda mais as funções da 6-N-hydroxyaminopurine (6-HAP), substância produzida pela bactéria e responsável por esses efeitos.

Os pesquisadores testaram como a substância agia sobre tumores em dois grupos de ratos, um que tinha recebido uma dose de 6-HAP e outra que não. Os tumores do grupo com 6-HAP apresentaram tumores 60% menores. Isso acontece porque a substância previne o crescimento e a multiplicação de uma série de tipos de tumores.

Além disso, os cientistas observaram que houve uma grande redução de tumores de pele
pré-malignos nos animais.

(Com informações do The Guardian)