Edamame: O que é? Benefícios e como consumir

Hoje vamos falar sobre o Edamame, você conhece? Esse vegetal nada mais é do que a soja “verde”, ou seja, a soja que ainda não amadureceu. É um alimento super nutritivo e super gostoso, ideal para um aperitivo saudável acompanhado de um bom bate-papo com os amigos!

Com aparência de ervilhas, de cor verde e textura mole e macia, o edamame geralmente é consumido em sua forma “imatura” e sem a vagem. Possui os mesmos benefícios da soja madura, mas com a vantagem de ser menos calórico.

Além disso, faz bem para a saúde e ajuda na prevenção contra o câncer e no controle dos problemas hormonais causados pela menopausa.

Mas atenção! Pessoas que têm algum tipo de alergia à soja ou disfunções na tireóide devem consumir com alguns cuidados…

Quer saber mais?! Então aproveite as informações deste artigo e boa leitura!

O que é Edamame?

O Edamame teve origem na China desde os anos 200 a.C. No Japão foi conhecido a partir do ano de 1.275, onde a palavra “edamame” significa “galho de feijão” (eda = galho + mame = feijão). Os coreanos também consomem o edamame e eles o chamam de “kong”, que é como definem a maioria dos grãos.

Nos Estados Unidos, o edamame é definido como grãos de soja que podem ser comidos frescos, e isso é possível devido à sua textura ser macia e o sabor suave, mesmo sendo colhidos ainda verdes.

Já no Brasil, que é o segundo maior produtor de soja do mundo, perdendo apenas para os EUA, o consumo do edamame ainda é relativamente baixo, pois o sabor não caiu totalmente no gosto do povo. No entanto, a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias), desenvolveu uma versão da soja verde com um sabor mais suave e levemente adocicado, devido ao fato de não possuir a enzima que deixa o edamame amargo.

Por conta disso, o consumo de edamame vem aumentando gradativamente e ele já pode ser encontrado em feiras e supermercados, tanto fresco dentro das vagens, quanto em grãos descascados e congelados, tornando acessíveis seus benefícios e propriedades para toda a população.

Propriedades e benefícios do Edamame

Quem conhece a soja e já faz uso dela, sabe que ela possui vários benefícios para a saúde, devendo ter seu consumo restrito apenas por quem tem alergia ou ser consumida com moderação por quem tem disfunções na tireóide.

O diferencial da soja verde é que, além de todos os benefícios da soja madura, ela também auxilia no emagrecimento, pois tem mais proteínas e menos carboidratos, ou seja, menos calorias (cerca de 120 kcal em 100 gramas).

Além disso, o edamame é super indicado para quem pratica atividades físicas e para quem busca emagrecimento, pois é rico em diversos nutrientes que aceleram o metabolismo, auxiliam na digestão e evita a retenção de líquidos.

Dentre as vitaminas e nutrientes contidos no edamame temos:

  • Isoflavonas e compostos bioativos – ajudam a diminuir os sintomas do climatério e da menopausa;
  • Proteínas – supre boa parte da necessidade diária, promove saciedade e contribui para o emagrecimento;
  • Metionina – antioxidante que em conjunto com as vitaminas A, B1 e C ajudam na restauração do fígado, principalmente se o edamame for consumido como aperitivo acompanhado de bebidas alcoólicas (veremos mais sobre essa forma de consumo em “Como consumir?”);
  • Fibras – favorece o funcionamento do intestino e dá sensação de saciedade;
  • Vitaminas A, B e C – aliado dos sistemas nervoso e imunológico e da visão;
  • Saponinas e ácido fítico – ajudam na absorção dos minerais cálcio, zinco, ferro, fósforo e potássio, que por sua vez são os responsáveis por ajudar na eliminação dos líquidos e, consequentemente no desinchaço do corpo;
  • Betacaroteno e luteína – importantes para a saúde dos olhos e da pele. Pesquisas afirmam que o betacaroteno é um antioxidante que previne doenças no cólon, problemas de visão, evita a degeneração macular e protege a retina contra as agressões causadas pelo Sol.

Além de todas essas propriedades e benefícios, pesquisas garantem que o edamame auxilia na prevenção de tumores, aterosclerose, problemas cardíacos, reduz o colesterol ruim e aumenta o colesterol bom.

Como consumir edamame? Receitas!!!

Agora que já vimos tudo e mais um pouco do porquê consumir o edamame, que é muito bom para a saúde, vamos aprender como consumi-lo? É muito simples!

A forma mais básica é fervê-lo em uma panela com água e sal por 5 minutos. Se preferir, pode cortar as pontas e cozinhar no vapor. O sal pode ser colocado tanto no cozimento quanto depois de cozido, salpicado por cima. Só não exagere no sal!

É possível consumi-lo como aperitivo, apenas os grãos, retirados das bagas. Para melhor entender, separamos 5 vídeos com receitas básicas, simples, para demonstrar melhor a facilidade no preparo desta leguminosa. Alguns vídeos possuem legendas, outros não, mas é possível assimilar o conteúdo.

Com o edamame cozido dá para fazer patês, molhos ou consumi-lo em saladas, junto com o arroz ou como tua imaginação permitir. Basta retirar a casca e usar somente os grãos, cozidos, como bem preferir.

Receita Japonesa

Tirando o cachorrinho sobre a bancada onde são preparadas refeições, a senhora do vídeo apresenta uma versão super simples de preparar edamame e consumir como aperitivo acompanhando uma cervejinha! (Para quem gosta…) A receita japonesa vale a pena pois o Japão é um dos países que mais consomem esta iguaria.

Quais as contraindicações do edamame?

Segundo a nutricionista Célia Mara Garcia, o consumo de edamame não é indicado para quem tem alguma sensibilidade à soja ou aos fitoestrogênios presentes nos grãos.

Ela recomenda ainda que o consumo de edamame seja feito em acompanhamento de uma boa quantidade de verduras verde-escuras que são ricas em iodo.

Dessa forma, além de promover o melhor aproveitamento dos benefícios da soja, a tireoide (glândula que necessita de iodo) não será prejudicada.

Reforçando o que disse a nutricionista: a soja em excesso sem a ingestão concomitante de iodo, pode sobrecarregar a glândula tireoide!

Tirando essas ressalvas, o consumo de edamame e soja madura é indicado para todos!

Eliane Oliveira