Rio de Janeiro produz 486 toneladas de lixo no carnaval

Em bairros conhecidos como Copacabana, após o desfile dos blocos gigantes como o da “A Favorita”, foram retiradas 35 toneladas de lixo

A festa feita pelos foliões durante o Carnaval do Rio de Janeiro gerou 486,5 toneladas de lixo em cinco dias (de 9 a 13), acima das 450,3 toneladas recolhidas em 2017, informaram nesta quarta-feira fontes oficiais.

Segundo a Prefeitura do Rio de Janeiro, durante estes cinco dias 642 pessoas foram multadas: 544 por urinar em vias públicas e 98 por descartar lixo de maneira irregular.

As ruas das zonas sul, do centro e do norte da cidade ficaram repletas de restos de fantasias, latas, garrafas, bitucas de cigarros e todo tipo de lixo.

Cerca de 2 mil funcionários de limpeza que fazem parte do “exército laranja” da Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana) se deslocaram por toda a cidade para eliminar quase meio milhão de tonelada de lixo.

Em bairros conhecidos como Copacabana, após o desfile dos blocos gigantes como o da “A Favorita”, foram retiradas 35 toneladas de lixo, enquanto o tradicional “Cordão do Bola Preta” deixou em sua passagem 27,6 toneladas.

Para este Carnaval, a empresa de turismo da Prefeitura, Riotur, esperava cerca de seis milhões de pessoas nas ruas do Rio de Janeiro, e entre elas um milhão e meio de turistas.

Efe