Corpo de professor é encontrado 22 km de onde desapareceu em Esperantina

Cheia do rio dificultou buscas, que contaram com ajuda da Marinha e de ribeirinhos.

Foi encontrado no final da manhã deste domingo (11) o corpo do professor Antônio Luiz da Silva, de 60 anos. Ele estava desaparecido desde a última terça-feira (6) quando saiu de casa para atravessar o rio Araguaia em uma embarcação e fazer compras em Esperantina, na região do Bico do Papagaio.

Conforme o Corpo de Bombeiros, o corpo foi localizado por um ribeirinho e puxado até a margem esquerda do rio Araguaia do lado do Pará. O local do resgate fica a 22 quilômetros de distância do ponto onde a embarcação de Silva foi avistada no dia do acidente.

Foram cinco dias de buscas e os bombeiros percorreram mais de 100 quilômetros pela bacia do rio Araguaia, entre o Tocantins e Pará. Homens da Marinha e ribeirinhos também ajudaram nas buscas. As chuvas dos últimos dias atrapalharam o resgate porque provocaram uma cheia no rio e escureceram as águas.

Após localizar o corpo, os bombeiros desembarcaram no povoado Pedra Grande, a 5 quilômetros de Esperantina. A perícia foi acionada para receber a vítima e dar início às investigações.

Entenda

Os Bombeiros começaram as buscas na manhã desta quarta-feira (7). Parentes informaram aos militares que o professor saiu do povoado Ponta de Pedra em uma embarcação e não foi mais visto. Segundo as informações, ele chegou a fazer as compras na cidade de Esperantina e quando estava retornando para o povoado onde mora, desapareceu.

O barco foi encontrado por ribeirinhos. A embarcação estava virada e havia alguns objetos do professor na água. Moradores da região começaram a procurar pelo professor ainda na noite da terça-feira. Os Bombeiros disseram que há uma forte correnteza no rio Araguaia devido às chuvas registradas na região.

Via g1