Após não conseguir engravidar por menopausa aos 23 anos, jovem espera por gêmeos

A australiana Amber Spears tinha apenas 23 anos quando ouviu de um médico que não conseguiria engravidar naturalmente. O sonho de gerar uma criança e construir uma família pareceu destruído, principalmente porque tratamentos de fertilidade deram errado na jovem, mas um ato inesperado de sua irmã fez com que Amber pudesse, hoje, carregar um casal de gêmeos em sua própria barriga.

 

As más notícias sobre engravidar naturalmente surgiram em 2015, um ano após Amber e o parceiro, Chris, comprarem uma casa juntos e passarem a sonhar em formar uma família. De acordo com reportagem do site “The Sun”, a jovem começou a sentir ondas de calor muito intensas e decidiu procurar por um médico para saber o que estava causando aquilo.

Os resultados indicaram que os níveis do hormônio FSH estavam alterados, o que gerou uma menopausa precoce . No mesmo instante, a jovem ficou em choque e só conseguia pensar se, um dia, poderia gerar uma criança. Amber também descobriu um cisto de 7cm em seu ovário, mas que pôde ser retirado. A partir daí, passou por tratamentos de fertilidade. Infelizmente, após sofrer com vários efeitos colaterais, os ovários da australiana não foram estimulados o suficiente.

 

Para piorar o quadro, um segundo cisto foi encontrado em uma das trompas de Amber. A trompa precisou ser removida junto com o cisto, diminuindo ainda mais as chances da jovem engravidar naturalmente. Foi quando surgiu a ideia da irmã de Amber doar alguns óvulos. Se ela não podia produzi-los sozinha, outra pessoa poderia.

 

Apesar da família ter encontrado uma solução viável para Amber conseguir gerar um filho, não foi de primeira que ela conseguiu ficar grávida. “Nós ficamos todos devastados. Mentalmente, fisicamente, emocionalmente e financeiramente. Não acreditava que pudesse passar por isso de novo.”

Ainda assim, três meses depois, as irmãs tentaram de novo. Foram duas semanas de espera, mas, enfim, o resultado que todos esperavam: positivo! Amber brinca que fez uns dez testes de farmácia seguidos para confirmar a gravidez.

Após conseguir engravidar – e de um casal de gêmeos –, a australiana espera que sua história possa dar esperança a mães que sofrem com a mesma decepção de ouvir que não poderão gerar uma criança naturalmente.

Fonte: IG