Leite: produtor recebe mais em fevereiro

Pagamento por litro ficou 13,1% acima da média do mesmo período no ano passado.

Depois da estabilidade no pagamento de janeiro (produção de dezembro/16), os preços do leite ao produtor subiram em fevereiro (pagamento referente a produção de janeiro/17).

Segundo levantamento da Scot Consultoria, a média nacional ficou em R$1,111 por litro, sem o frete. Este valor está 13,1% acima da média do mesmo período do ano passado.

Com a produção em queda nas principais regiões produtoras do país, aumentou a concorrência entre os laticínios pela captação da matéria prima (leite cru). O pico de produção, considerando a média nacional, foi em dezembro/16, ou seja, tivemos dois meses de queda na produção.

Também houve alta de preços do leite no mercado spot, o que corrobora com o cenário de menor disponibilidade de leite.

Do lado da demanda, passado o período de férias e festas, houve maior movimentação para recomposição dos estoques de lácteos por parte do varejo.

Em janeiro/17, a produção média brasileira diminuiu 1,5% na comparação com dezembro/16. Para fevereiro/17, os dados parciais apontam para uma queda de 2,6% no volume de leite produzido no país, com forte peso dos estados da região Sul, além de Sudeste e Centro-Oeste.

Para o pagamento a ser realizado em meados de março (produção de fevereiro/17), 50% dos laticínios pesquisados acreditam em alta do leite ao produtor, 45% falam em manutenção e os 5% restantes acreditam em queda nos preços do leite (todos na região Nordeste).

Scot Consultoria