Quero recolhe lote de extrato de tomate com pelo de rato

Iniciativa se dá depois da Anvisa determinar retirada de lote com “matéria estranha acima do limite máximo de tolerância”

A iniciativa foi tomada em resposta a determinação da Anvisa, após um laudo de análise ter apresentado a “matéria estranha” no produto, com indicação de risco à saúde se ingeridos.

De acordo com o órgão, o laudo “apresentou resultado insatisfatório ao detectar matéria estranha acima do limite máximo de tolerância pela legislação vigente”.

O lote que será recolhido é o L 11 7:35, fabricado em dezembro de 2015, com validade até dezembro de 2017 e conteúdo líquido de 350g.

Além da retirada do mercado, a companhia está também recolhendo unidades do produto que já haviam sido compradas.

O Procon informa que consumidores que tenham extratos de tomates do lote contaminado devem entrar em contato com a empresa pelo telefone 0800 165858 ou pelo site www.quero.com.br para substituição do produto.

 

Tatiana Vaz – Exame