Aproximadamente 230 mil pessoas prestigiaram o “Palmas Capital da Fé”

Com público recorde estimado em 230 mil pessoas durante os cinco dias de evento, o “Palmas Capital da Fé” finaliza esta edição demonstrando que o palmense e visitantes aprovam este novo formato evento, realizado na Capital durante o período de Carnaval. Com índice zero de ocorrências a programação levou até o circuito na Vila Olímpica grandes nomes do cenário nacional do segmento cristão, como Fernandinho, Pregador Luo, Mylla Karvalho, Rosa de Saron, Preto no Branco, Pe. Fábio de Mello e Anderson Freire, dentre outros.

Na noite de despedida desta última edição, vários artistas subiram ao palco do evento e, mesmo em uma quarta-feira, o público não deixou de prestigiar o evento. Cerca de 20 mil pessoas compareceram ao evento, e o cantor gospel Fernandinho foi a atração principal da noite, juntamente com cantores locais, proporcionando uma noite de muito louvor e adoração.

O estreante da noite, o artista Allan Marquezine, que pela primeira vez se apresentou nos palcos do evento, não escondeu a emoção, pois apesar de ter carreira profissional como cantor há 17 anos, e ter no seu portfólio a participação em grandes eventos, esta foi sua primeira grande participação no segmento gospel, ao qual aderiu há menos de um ano. “Estou muito feliz de fazer parte deste evento, em que as pessoas vêm para compartilhar o amor a Deus e pelas outras pessoas, me sinto privilegiado por compartilhar este momento com todos vocês”, ressaltou o artista.

Fernandinho, o artista mais esperado da noite, que já esteve presente em outras edições do Capital da Fé, também ressaltou a sua alegria em se apresentar nesta grande festa da paz. “Muito me alegra de fazer parte deste evento, a organização está de parabéns, e espero que sirva de exemplo para outras cidades”, enfatizou o artista.

A dança também foi destaque na última noite, os integrantes da Cia de Arte Mants da Igreja de Cristo fizeram uma intervenção de dança no intervalo das apresentações e levaram o público a acompanhar a coreografia. “Queremos também passar a mensagem de que é possível dançar e se divertir sem uso de drogas e álcool, e o Capital da Fé vem colaborar com esta mensagem que queremos passar aos jovens”, enfatiza o coreógrafo Wânio Braga.

As apresentações artísticas não inspiraram apenas a dança, mas também a um casal apaixonado a declarar seu amor em pleno palco do evento. Gleidson Coelho aproveitou este momento para pedir a sua então namorada, Lorrane Moura, em casamento, o que foi prontamente aceito. “Este é um evento dedicado ao amor, tanto a Deus como ao próximo, por isso, aproveitei para fazer esta grande prova de amor a minha namorada”, disse o noivo apaixonado.

Já o idoso Helio Trindade, que assistia aos shows confortavelmente no local reservado às pessoas com dificuldade de locomoção, ressaltou sua gratidão por ter um local como este para prestigiar aos shows. “Além da minha idade avançada, eu também tenho um parafuso no joelho que me dificulta a ficar em pé por muito tempo, e este espaço é muito bem-vindo para todos nós que temos alguma necessidade física, e aqui posso assistir até o último show tranquilamente”, disse.

Mesmo com o estande lotado, mas como sempre um grande sorriso no rosto, Michele Sousa, que trabalha com a venda de carne na chapa, comemora mais uma participação, que segundo ela foi mais uma vez lucrativo. “Só tenho que comemorar por mais um Capital da Fé que participo, graças a Deus foi muito bom para as nossas vendas”, avaliou.

O presidente da Agência Municipal de Turismo, Cristiano Rodrigues, fez um balanço positivo da realização do evento, destacando o recorde de público, e o modelo consolidado na cidade durante o período de carnaval. “Foi muito positiva esta edição, na qual conseguimos mais uma vez um recorde de público, o que demonstra a aceitação da população, comparecendo em todos os dias do evento, isso nos dá a certeza que o formato de evento tem de ser este, sendo assim, a Prefeitura vai continuar com esse formato nos próximos anos, inclusive nós estamos sendo procurados por outras prefeituras para passar o know how desse tipo de evento”, ressaltou Rodrigues.

O gestor também ressaltou o quesito segurança, que é um fator importante na realização de eventos de grande porte como é o Palmas Capital da Fé. “Um evento que veio para ficar, não apenas pelo número expressivo de público, mas também pela ausência de efeitos colaterais que são inerentes ao formato tradicional de carnaval, pois não tivemos nenhuma ocorrência de trânsito, policial ou dano ao patrimônio público. Isso mostra que não só ajuda a fomentar a economia da cidade neste período, mas que também, faz com que não tenhamos gastos com hospitais, recomposição do patrimônio público, ou seja, de todas as formas o evento é positivo”, finalizou o gestor.

Além do cantor gospel Fernandinho, também se apresentaram na última noite da maior festa gospel do Brasil, realizada no período de Carnaval, Lucas Veigas, Tiago Mangela, Carlos e Mariano, Alan Marquezine, Pr. Wesley, Markinhos Rocha, Cecília Viola e DJ JP.

 

Estrutura

Para facilitar a organização e o revezamento das bandas foram instalados dois palcos, com uma passarela ligando-os. O circuito também contou com a Vila Gastronômica com 34 estandes disponibilizados pela Agtur, por meio de sorteio, e oito estandes para os ganhadores das edições anteriores do Festival Gastronômico de Taquaruçu, totalizando 42 estandes de alimentação no circuito, além de oito locais para churros, pipoca e algodão doce, e quatro vagas para veículos da categoria “Food Truck”, além de seis estandes para a venda de artigos religiosos.

 

Malena Mota – Secom Palmas