Depois de quatro anos, Tocantins volta a exportar bovinos vivos; Turquia é o destino, que adquiriu 171 animais por US$ 151 mil

No Brasil, nos últimos seis anos, foram exportados 2.759.760 bovinos vivos (foto: Zero Um Rural)

Dados do Portal AliceWeb, banco de dados padronizado no Mercosul e administrado no Brasil pelo Ministério de Indústria e Comércio, mostram que o ano de 2016 marcou a retomada, embora ainda tímida, das exportações de animais vivos do Tocantins. Depois de quatro anos do último registro desse tipo de exportação no Estado, o Tocantins vendeu no ano passado 171 animais vivos para Turquia, país metade europeu e metade asiático, localizado a 10.169 quilômetros de Palmas.

Em dinheiro, a venda desses animais rendeu US$ 151 mil para quem comercializou – cerca de R$ 427 mil na cotação de hoje. Os últimos registros de vendas de animais vivos do Tocantins para o exterior eram de 2012. Naquele ano, o Estado havia exportado 1.023 animais, sendo 646 para o Congo, na África, e 377 para o Líbano, na Ásia. No total, os exportadores tocantinenses de gado vivo daquele ano faturaram mais de US$ 1 milhão.

A comercialização de animais vivos para o exterior, em tese, pode prejudicar a cadeia produtiva, pois esses animais deixam de ter sua carne processada na indústria local. No entanto, em um rebanho bovino estimado em mais 8,4 milhões de cabeças, o número de apenas 171 animais é muito insignificante e não traz qualquer alteração na pecuária do Estado.

DESTAQUE DO MATOPIBA

Na fronteira agrícola do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), apenas o Maranhão tem registro dessa prática últimos seis anos e com venda de gado para exterior justamente nos anos de 2015 e 2016.

Em 2016, os maranhenses venderam 11.040 cabeças de gado vivas para o Líbano. Em dinheiro, isso significou mais de US$ 8,9 milhões (R$ 27,8 milhões na cotação atual). Em 2015, os pecuaristas daquele estado haviam vendido 12 mil bovinos vivos para a Venezuela e faturado US$ 12,3 milhões. O valor de 2015 é muito maior porque naquele ano as commodities (produção primária) estavam muito mais valorizadas.

NÚMEROS DO BRASIL

No Brasil, nos últimos seis anos foram exportados 2.759.760 bovinos vivos. Em dinheiro, isso rendeu US$ 2,86 bilhões. Em 2016, o País exportou 292.554 cabeças de gado vivas, em um aumento de 37,88% em relação a 2015, quando 212.183 animais haviam sido comercializados. Embora tenha vendido bem mais animais para o exterior em 2016 do que no ano anterior, os valores arrecadados reduziram – US$ 210,6 em 2015 contra US$ 208,6 milhões de 2016.

Em 2013 e 2014 o Brasil exportou 688.641 e 649.203 animais vivos, respectivamente, maiores registros destes últimos seis anos.

 

Daniel Machado / Norte Agropecuario