Segunda quinzena do mês esfria negócios com as carnes

Boi gordo: Baixa movimentação no mercado do boi gordo

A pressão de baixa observada nas últimas semanas perdeu força. De maneira geral os negócios acontecem de forma lenta.
Das trinta e duas praças pesquisadas pela Scot Consultoria para o boi gordo, ocorreram quedas em três e alta em duas.
O lento escoamento da carne bovina não gera interesse das indústrias em alongar as escalas.
Em São Paulo, as programações de abate atendem em torno de quatro dias. Existem tentativas de compra tanto abaixo como acima da referência. Este último caso é comum para as indústrias com maiores dificuldades em fazer escala.

Em Paragominas–PA, a forte chuva vem atrapalhando os embarques nos últimos dias.
No mercado atacadista de carne com osso os preços estão estáveis. O boi casado de animais castrados está cotado em R$ 9,41/kg.

Suíno vivo: Demanda retraí e preço tem nova queda em São Paulo

Por Larissa Albuquerque

As cotações do suíno vivo estão em queda no mercado doméstico. A baixa disponibilidade de animais nas últimas semanas impulsionou os preços aos produtores independentes, porém os reajustes foram transferidos aos preços da carne e limitaram as vendas.

Em São Paulo, o preço do animal vivo sofreu nova queda nesta semana, segundo informou a APCS (Associação Paulista dos Criadores de Suínos). Em relação ao fechamento de ontem (22), a cotação caiu R$ 0,05 encerrando o dia a R$ 4,07/kg.

No mercado gaúcho a referência para a semana ficou em R$ 4,52/kg contra os R$ 4,58/kg praticados no fechamento anterior. Já em Santa Catarina o preço ficou estável em R$ 4,80 por quilo de animal vivo.

Para os pesquisadores do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), os repasses das valorizações do animal vivo aos preços da carne reduziu o volume de compra da população, consequentemente pressionando todos os elos da cadeia.

No atacado as baixas também foram registradas nesta semana. Segundo o Centro, na Grande São Paulo a carcaça especial suína recuou 3,1%, fechando na média de R$ 7,75/kg na quarta (22).

Frango vivo: Mercado fecha estável nesta 5ª feira

Por Larissa Albuquerque

Os preços do frango vivo tem dificuldade de evoluir nesta semana. A tradicional queda na demanda na segunda quinzena do mês vem pressionando as cotações, que ainda se mantém estáveis.

No mercado paulista o produtor recebe em média R$ 2,70 por quilo de animal vivo. Já em Minas Gerais a cotação é de R$ 2,90/kg.

Para os analistas a tendência é que os preços se mantenham inalterados nos últimos dias de fevereiro, visto a fraqueza da demanda no período.

 

Notícias Agrícolas + Scot