Ex-prefeito de Monte Santo do Tocantins é conduzido para Delegacia para prestar depoimento

Policiais do Tocantins localizaram na manhã desta quinta-feira (23/02), na casa do ex-prefeito da cidade de Monte Santo, Francisco José Ferreira Lima (Dedé), vários objetos do patrimônio municipal.

Diante dos fatos, ele foi levado para Delegacia de Plantão da 6ª Regional de Polícia Civil de Paraíso do Tocantins, onde prestou depoimento. Além dos objetos, também foi localizada uma de arma de fogo.

Outros casos

Muitas prefeituras do Tocantins estão em estado de calamidade. Casos inusitados, péssimos exemplos da gestão pública municipal que acontece no nosso Estado.

As situações mais agravantes, aconteceram nas cidades de Monte Santo e Miracema do Tocantins. Em Monte Santo o atual prefeito, Cleo Aparecido de Sousa, assumiu a gestão do município com água e energia cortadas e uma dívida de mais de R$ 100 mil junto as empresas fornecedoras do serviço.

Toda a frota sem nenhuma condição de uso, pneus, bateria, peças mecânicas retiradas e roubadas. Até hoje o ano letivo não teve início, pois os ônibus que atendem os alunos não funcionam. Boa parte do patrimônio não foi encontrado. Computadores desapareceram, e os que restaram toda a memória foi apagada.

Outro fato relatado pela atual gestor é a apropriação indébita dos valores consignados dos funcionários municipais. Segundo o prefeito, Cleo, o mais grave detectado por ele logo que assumiu foi a movimentação de valores  no dia 02 de janeiro de 2017, “após tomar posse, a gestão anterior de posse ainda dos cadastros bancários movimentou cerca de R$ 400 mil, valores oriundos do FPM, Fundeb, Fus.

Miracema

Em Miracema, aconteceu algo semelhante, e o caso foi publicizado por toda a imprensa. A ex-prefeita, Magda Borba, apagou todos os arquivos dos computadores da secretaria de finanças e o prefeito eleito, Moisés da Sercon, ao assumir, não encontrou nenhum dado nos computadores.

 

via Surgiu