Quantidade de novas infecções pelo vírus HIV tem queda no Tocantins

O Tocantins registrou 85 novos casos de Aids e 240 novos casos de infecção pelo vírus HIV em 2016. O número ainda é alto, mas é menor que o índice de novas infecções de 2015. A Secretaria Estadual da Saúde (Sesau) divulgou o dado junto com o anúncio da campanha de prevenção para o Carnaval 2017. O período é considerado crítico para a contenção da epidemia.

Em 2015 foram registrados 115 novos casos de Aids e 245 novos casos de HIV no estado. Em 2014, quando apenas a estatística para novos casos de Aids foi divulgada, foram 156 novos casos. Manter relações sexuais sem proteção ainda é a principal forma de contaminação do vírus, que também pode ser transmitido através do sangue, pelo leite materno, ou transfusão de sangue contaminado.

Para o Carnaval, o governo disponibilizou 440 mil unidades de preservativos masculinos e 40 mil de preservativos femininos, além de mais de 160 mil unidades de gel lubrificante. A distribuição será nos locais onde houver festas marcadas. Até agora, 40 cidades procuraram a Sesau e solicitaram lotes dos preservativos. Serão distribuídos também 300 mil folhetos informativos.

Diferença entre vírus HIV e Aids
O portador do vírus HIV nem sempre apresenta sintomas da Aids. Isso acontece porque o vírus pode ficar até 20 anos dentro do organismo de uma pessoa sem atacar o sistema imunológico. A Aids é a doença que é desenvolvida quando o HIV começa a agir e enfraquece as defesas do organismo. A falta de um diagnóstico precoce, justamente pela demora na aparição dos sintomas, pode deixar o tratamento ainda mais complicado.

Para fazer o teste, a pessoa pode procurar um Serviço de Atendimento Especializado (SAE) ou o médico na unidade básica de saúde mais próxima de casa. O tratamento é oferecido gratuitamente, através de medicação e acompanhamento multiprofissional pelo SUS. Ainda não há cura conhecida para a Aids.

Cresce o número de pessoas com Aids no Tocantins (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Preservativos serão distribuidos no Carnaval em 40 cidades (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

 

G1/TO