Morre tetraplégico que casou no HGP sábado com paciente de câncer

Arion Rodrigues, 40 anos, estava internado havia um ano e nove meses na Unidade de Cuidados Intermediários do hospital

O mecânico Arion Rodrigues, 40 anos, que casou na tarde de sábado, 11, no Hospital Geral de Palmas (HGP), com Maria da Penha, 50 anos, morreu na manhã desta sexta-feira, 17. Ele, que sofreu um acidente de carro em 2015, vindo ficar tetraplégico, ficou internado por um ano e nove meses na Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) do Hospital Geral de Palmas.

No dia 11 de fevereiro, Rodrigues conseguiu expressar-se para a equipe médica e pediu Maria da Penha em casamento, mas pelo estado de saúde do mecânico, a cerimônia não ultrapassou meia hora, haja vista que a logística para o casamento envolveu uma equipe multidisciplinar do HGP, conforme antecipou a coordenadora da UCI, Marlla Santos.

“Os médicos, por exemplo, fizeram o ajuste da medicação. A equipe psicológica trabalhou o lado emocional ele, pois já estava muito abalado e com o casamento, mais ainda. Nós o preparamos fazendo a barba, cortando o cabelo. Cuidamos de todos os detalhes. Tudo, tudo funcionou de forma harmoniosa e nos encheu de muita emoção”, afirmou.

Esposa
Maria da Penha, que era companheira de Rodrigues há 12 anos, com quem teve Ana Caroline, 11 anos, luta há mais de 15 anos contra um câncer raro de pele, do qual já resultou em mais de 11 cirúrgias plásticas.

Nota
Em nota, a Secretaria do Trabalho e Assistência Social (Setas) lamenta a morte Rodrigues e ressalta que a união do casal mostrou a todos, a essência do amor verdadeiro.

Leia a íntegra da nota de pesar
“A Secretaria do Trabalho e Assistência Social (Setas) lamenta a morte do mecânico Arion Rodrigues, 40 anos, que casou no último sábado, 11, com Maria da Penha do Santos, 50. Arion estava há um ano e nove meses na UCI do Hospital Geral de Palmas. No sábado, o governo do Tocantins e alguns voluntários da Casa de Apoio realizaram a união do casal a pedido de Arion.

A união do casal mostrou a todos, a essência do amor verdadeiro. Neste momento de extrema dor e tristeza, estendemos os sentimos aos familiares e amigos do casal, em especial à filha Ana Caroline, rogando a Deus, a proteção divina.

Via CT