Famílias estão mais seguras em relação ao emprego

Os índices que avaliam a situação do emprego e renda elevaram o resultado final da pesquisa de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), em Palmas. Realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em parceria com a Fecomércio Tocantins, a pesquisa mostra que o índice geral cresceu 3,9%.

Isso significa que as famílias palmenses estão mais confiantes em relação ao emprego. Em janeiro, o índice geral da ICF foi 86,9 pontos. Agora, está em 90,3 pontos. Na comparação anual, o aumento foi de 2,1%. “Ressaltamos que, embora os itens referentes à segurança no trabalho e futuro profissional tenham subido, a melhora nas vendas deve acontecer gradualmente, já que depende também da diminuição do endividamento”, explica o presidente do Sistema Fecomércio Tocantins, Itelvino Pisoni.

Emprego

Das famílias entrevistadas para a pesquisa referente ao mês de fevereiro, 70,7% disseram estar mais seguras agora em relação ao mesmo período do ano passado e 42,5% acreditam que terão melhoras profissionais nos próximos meses. Já em relação à renda, 52,2% afirmam que a receita está melhor em comparação com fevereiro de 2016.

Consumo e expectativas

Mesmo com o aumento no índice geral, os componentes referentes ao consumo atual e às expectativas continuam abaixo da zona de indiferença, ou seja, abaixo de 100 pontos.

Os itens que avaliam a situação do crédito e o nível de consumo marcaram 42,1 pontos. Esse resultado demonstra insatisfação por parte do consumidor. Mais de 70% dos entrevistados disseram que o acesso ao crédito está mais difícil e 68,7% afirmaram que estão comprando menos que em 2016.

Já em relação à perspectiva de consumo, que ficou com 68,4 pontos, o destaque foi para os entrevistados cientes de que comprarão menos nos próximos meses: 50,1%. E 55% avaliam este como um mau momento para compras de bens duráveis, como eletrodomésticos.

O indicador da ICF é medido a partir do ponto de vista dos consumidores sobre diversos aspectos da condição de vida de sua família, tais como a sua capacidade de consumo, atual e de curto prazo, nível de renda doméstico, segurança no emprego e qualidade de consumo, presente e futuro. Os dados foram apurados nos últimos 10 dias de janeiro.

 

(Ana Caroline Ribeiro – Ascom Fecomércio Tocantins)