Fiscalização do Detran apura irregularidades em CFCs do interior do Estado

Três Centros de Formação de Condutores (CFCs) de Araguaína apresentaram irregularidades durante ação de fiscalização do Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran/TO). De acordo com a gerência de Fiscalização e Segurança do órgão foi constatado excesso de candidatos em sala de aula e veículos inadequados para a realização de provas práticas.

Durante as provas práticas, cerca de 20 veículos apresentaram algum tipo de irregularidade, como pneus em más condições; ausência da Licença para Aprendizagem de Direção Veicular (LADV) e placas ilegíveis. Além de veículos, três instrutores foram bloqueados por simular aulas práticas.

Segundo o gerente de Fiscalização e Segurança do Detran, capitão Geraldo Magela,  as ações foram satisfatórias, tendo em vista que a equipe observou várias irregularidades nos locais vistoriados. “O Detran tem o dever de fiscalizar todas as entidades credenciadas e as ações são sempre positivas. Em Araguaína, todos os veículos já foram regularizados”, ressaltou o gerente.

Porto Nacional e Paraíso

A gerência de Fiscalização e Segurança também estendeu a ação para Porto Nacional e Paraíso. Durante as operações, foram registradas quatro autuações em veículos por não estarem com a Ladv, em Porto Nacional. Os veículos foram bloqueados até que o CFC responsável faça a regularização.  Já em Paraíso, durante a realização de provas práticas, a fiscalização bloqueou três veículos por pneus em más condições e ausência da Ladv.

Legislação

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em consonância com a Resolução 358/2010 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e com a Portaria 1.510/2012 do Detran, estabelece que o órgão ou entidade executiva de trânsito do Estado deve credenciar, fiscalizar e aplicar as penalidades para instituições ou entidades públicas ou privadas envolvidas no processo de formação, capacitação, qualificação e reciclagem de candidatos e instrutores de trânsito.

 

Fabiana Nogueira – Detran/TO