Governador apresenta ao ministro da Agricultura pedido de apoio à Agrotins e recebe benefício para o campo

Marcelo Miranda e Blairo Maggi durante audiência em Brasília nesta quarta-feira

Durante reunião com o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, o governador Marcelo Miranda apresentou uma série de demandas para o setor. Dentre elas, apoio à 17ª Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins), apoio a projetos de piscicultura e a ações que impulsionem a Agricultura Familiar no Estado.

Na oportunidade, o ministro assinou Termo de Concessão de Uso, por cinco anos, de uma perfuratriz, máquina de perfuração de poços artesianos. A reunião ocorreu na tarde desta quarta-feira, 15, na sede do Ministério, em Brasília (DF). “Avalio que nosso encontro foi bastante proveitoso, especialmente pelo fato de contarmos com a presença da bancada federal. Mais uma vez, o ministro demonstrou interesse em atender aos nossos pleitos”, expressou Marcelo Miranda.

O apoio para a continuidade das atividades e projetos de piscicultura no Estado também foi solicitado. “Ele recebeu com muita empolgação”, completou. Segundo o secretário da Agricultura e Pecuária do Tocantins, Clemente Barros, o encontro também foi para reconhecer o apoio já recebido do Ministério. “Agradecemos a inclusão do Tocantins no custeio da safrinha de milho, que representa uma produção muito importante. Só para se ter uma ideia, vamos colher mais de 500 mil toneladas. Fomos atendidos porque o ministro nos notificou que o Tocantins, a partir desta safra, estaria incluído no zoneamento de risco agrícola. Isso repercute no fortalecimento da produção de milho no Estado”, disse.

PATRIMÔNIO E VACINAÇÃO

Algumas das demandas apresentadas devem beneficiar diretamente a Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec). “Pudemos expor algumas situações para o ministro, a exemplo da necessidade de doação de patrimônio de sete convênios, com prestação de contas já aprovadas”, disse. Outro pleito foi em relação à vacinação contra a febre aftosa na Ilha do Bananal. “Solicitamos um convênio específico para esse fim, uma vez que o procedimento requer uma atenção especial e diferenciada das demais áreas no Estado. Dentre as solicitações, destacam-se veículos e material de suporte aos técnicos durante os 60 dias de vacinação”, finalizou.

Algumas medidas foram direcionadas a atender o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins). Segundo o governador, foi apresentado ofício no sentido de celebrar parcerias com o Ministério para promover e a estimular o desenvolvimento do pequeno produtor rural no Estado. Especificamente, o documento oficializa a necessidade de “implementação de Feiras Tecnológicas, voltadas para a Agricultura Familiar, e a implantação de sete agroindústrias-escolas, destinadas a qualificação de produtores”.

 

Suzana Barros / Brasília