Estádio mantido pela Superintendência de Esporte da Seduc poderá receber partida da Copa do Brasil

Técnico repassa orientações para a equipe durante treino do GurupiRepresentante do Tocantins na Copa do Brasil, o Gurupi conheceu na noite de quarta-feira, 15, o adversário da segunda fase da competição nacional. Trata-se do Rio Branco do Acre, que venceu o Figueirense por 1×0, no estádio Alto da Floresta, na capital acreana.

A partida entre Gurupi e Rio Branco deverá ocorrer no dia 1º de março, em local ainda a ser definido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), por meio de sorteio. Caso o jogo seja no Tocantins, a partida será disputada no estádio Resendão, que é administrado pelo Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc).

Pelo regulamento da CBF, a segunda fase da Copa do Brasil segue sendo em jogo único e, em caso de empate, a decisão será nos pênaltis. O Gurupi garantiu a classificação para a segunda fase ao derrotar a equipe do Londrina (PR), considerada favorita na partida. O jogo foi realizado no estádio Resendão, em Gurupi, no último dia 8, com o placar final em 2×1 para os tocantinenses.

Para o presidente do Gurupi, Wilson Castilho, por se tratar de uma equipe considerada do mesmo nível do time tocantinense, aumenta a chance de passar para a terceira fase. “Não acredito que será fácil, mas teremos mais chances de avançar”, acredita o dirigente que foi reeleito presidente para o biênio 2017/2019, no último final de semana. Esta será a sexta vez que Wilson Castilho comanda o Camaleão do Sul. Ele iniciou o primeiro mandato em 2006.

Tocantinenses

Nas 24 participações de clubes tocantinenses na Copa do Brasil esta é a terceira vez que um time consegue avançar de fase. A primeira foi o Kaburé, em 1994, quando chegou até a segunda fase. E a última foi com o Palmas, em 2004, em que o tricolor terminou na sétima posição, sendo a melhor participação de um clube do Estado na Copa do Brasil.

Já o Gurupi está participando na competição nacional pela quarta vez. Antes já havia disputado em 2011 (48º lugar), 2012 (56º) e 2013 (60º).

 

Reinaldo de Jesus Cisterna – Seduc/TO