Seden e instituições parceiras planejam ações conjuntas para a Temporada de Praias 2017

4.jpeg

Unir forças para realizar e promover ações conjuntas que garantam uma Temporada de Praia mais organizada, estruturada e segura foi o foco da reunião entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden) e parceiros institucionais públicos e privados do Tocantins, na tarde desta terça-feira, 14, no auditório do Memorial Coluna Prestes.

O encontro foi o primeiro de uma série de reuniões que irão acontecer no decorrer do primeiro semestre, até a abertura da Temporada nos municípios praianos do Estado. Segundo o superintendente de Desenvolvimento Turístico da Seden, James Possap, um dos objetivos da parceria entre diversas instituições é a realização de uma Temporada de Praia com mais qualidade. “A ideia é articular ações que promovam o entretenimento, a educação ambiental, o acesso ao crédito por parte dos que trabalham nas praias, a divulgação de informação para os turistas, a segurança, a infraestrutura adequada, os licenciamentos ambientais, a qualificação profissional e, principalmente, o apoio para os municípios praianos do interior do Tocantins”, destaca o superintendente.

Outro ponto destacado foi a necessidade de utilização de práticas sustentáveis associadas ao desenvolvimento turístico, com as atividades de educação e proteção ambiental, além da realização de pesquisas mais completas a fim de conhecer o perfil e o nível de satisfação do turista, e, também, mensurar o fluxo de visitantes que vêm conhecer as praias de água doce do Tocantins. Para que isso aconteça, instituições e empresas farão um trabalho coletivo juntamente com a Seden.

Para Lívia Jorge Sales, representante da Superintendência do Patrimônio da União (SPU), a parceria entre as instituições é importante para fortalecer a Temporada e, consequentemente, fomentar a economia local por meio do turismo e da geração de renda da população. “Nós temos uma situação peculiar e cultural no nosso Estado, que é o fato de que as pessoas se deslocam anualmente para as praias de água doce, por isso muitas pessoas sobrevivem exclusivamente da renda que ganham durante a Temporada de Praias”, explica.

Grupos de Trabalho

Para dar prosseguimento à programação das ações que serão desenvolvidas e organizadas nos municípios antes, durante e depois da Temporada de Praia, as instituições presentes foram divididas em quatro grupos, de acordo com a área de atuação de cada uma, sendo eles: 1) qualificação profissional e investimento; 2) licenciamento, fiscalização e segurança; 3) entretenimento e educação ambiental; e 4) pesquisa sobre o turismo das praias. Assim, os grupos de trabalho se reunirão no decorrer do semestre para planejar e alinhar as ações a serem realizadas.

Parceiros

Participaram da reunião representantes da Seden, da Secretaria da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Universidade Federal do Tocantins (UFT), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO), Banco do Empreendedor (BEM), Corpo de Bombeiros, Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), da Marinha (Capitania fluvial do Araguaia – Tocantins), da Superintendência do Patrimônio da União (SPU), do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), do Serviço Social do Comércio (Sesc), e do Serviço Social da Indústria (Sesi).

 

Marina Bitar – Seden/TO