Unicef repassa à Secretaria do Tocantins diretrizes do Programa Criança Feliz

Com o intuito de garantir um futuro melhor para as crianças do Estado do Tocantins, técnicas da Secretaria do Trabalho e Assistência Social (Setas) participam desde esta segunda-feira, 13, da I Capacitação de Multiplicadores Programa Federal Criança Feliz.  A programação se estenderá até dia 23, e está sendo conduzida por especialistas do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF),  na Escola de Governança Pública, em Belém (PA).

O curso formará multiplicadores que serão responsáveis em transmitir as informações recebidas às equipes municipais, compostas por supervisores e visitadores que priorizarão o atendimento à primeira infância, de zero a seis anos, priorizando às crianças carentes e seus familiares. A capacitação tem como base principal, o manual Cuidados para o Desenvolvimento da Criança. Este é o método elaborado pelo UNICEF e pela Organização Mundial de Saúde (OMS). “O curso trará conhecimento sobre a essência do Programa, e seguramente a nossa equipe voltará preparada e com informações fundamentais para o sucesso do Criança Feliz”, disse a diretora do Sistema Único de Assistência Social e Programas Especiais da (Setas), Halana Magalhães.

Criança Feliz

Lançado em outubro de 2016, o Criança Feliz tem foco acompanhar  crianças até os três anos de idade atendidas pelo Programa Bolsa Família (PBF) e àquelas de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

O Criança Feliz integrará ações de várias áreas, como, assistência social, saúde, educação, justiça e cultura. As famílias serão acompanhadas por profissionais capacitados que farão visitas domiciliares periódicas para estimular o desenvolvimento infantil. O programa é norteado pelo Marco Legal da Primeira Infância, considerada a legislação mais avançada no mundo na atenção às crianças.

Adesão

O Governo do Tocantins, por meio da Setas, aderiu ao programa Criança Feliz em novembro de 2016. No Tocantins, dos 139 municípios, 80 foram considerados elegíveis pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) para receberem as ações de fortalecimento familiar e nutricional direcionadas às gestantes e crianças de 0 a 6 anos.

 

Adriana Grigolo – Setas/TO

CLOSE
CLOSE