Microempreendedores tocantinenses contam com linha de crédito de 3 milhões de reais

O Banco do Empreendedor vai disponibilizar este ano, especificamente para a linha de microcrédito, cerca de R$ 3 milhõesInvestir em um negócio comercial próprio ou ampliar o já existente é uma das opções encontradas por muitas pessoas para conseguir uma renda financeira fixa ou expandir seus ganhos. A alternativa serve também para aqueles que estão desempregados e querem dar um novo rumo para sua carreira profissional.

No Tocantins, os empresários de pequenos negócios, pessoa física, contam com uma linha de crédito específica do Banco do Empreendedor (BEM) voltada para investimento na expansão ou no capital de giro da atividade comercial. O programa Microcrédito oferece valores que variam entre R$ 1.000 e R$ 10.000, com financiamento de até 24 meses, taxa de juros baixa (a correção é de 1% ao mês), carência de até seis meses para começar a pagar e um processo de concessão menos burocrático que nos grandes bancos.

Segundo o presidente do BEM, Acy de Carvalho Fontes, o banco vai disponibilizar este ano, especificamente para a linha de microcrédito, cerca de R$ 3 milhões. O dinheiro será injetado na economia do Estado, proporcionando o surgimento e a expansão de novos negócios, além do aumento da geração de empregos. “Estamos finalizando um projeto itinerante para levar o atendimento do banco a todas as regiões do Estado. Isso possibilitará que mais pessoas tenham acesso as nossas linhas de crédito. Outra ação que está em fase de estudo e viabilidade econômica é voltada para os mototaxistas, possibilitando a eles a renovação do seu veículo e a aquisição de equipamentos de segurança”, explicou.

Durante o ano de 2016, o Banco do Empreendedor concedeu R$ 1.100,000,00 a 186 microempreendedores e impulsionou o negócio de pessoas como o artesão Honon Santiago dos Santos, morador do setor Santa Bárbara, em Palmas, que estava quase desistindo do seu trabalho com fibras, em razão da falta de capital de giro para investimento. “Em sete anos de profissão, essa foi a primeira vez que fiz um empréstimo. Com o dinheiro, negociei a fibra com um preço melhor, aumentando assim o meu lucro e conseguindo uma maior agilidade para aquisição do material de trabalho”, disse.

O BEM possui postos de atendimento em Palmas, Araguaína e Gurupi, por meio das unidades do É Pra Já. No site da instituição bancária constam informações sobre documentação e outras especificidades da linha de crédito oferecida aos microempreendedores. O endereço virtual é www.bem.to.gov.br.

Fomento na Economia

Outro meio para quem busca recursos para financiar o seu próprio negócio são as linhas de crédito disponibilizadas pela Agência de Fomento do Governo do Estado nas áreas do agronegócio, indústria, comércio e serviços, infraestrutura, informática, turismo e microcrédito.

Os valores solicitados vão de R$ 5 mil a R$ 500 mil, sendo que as quantias maiores dependem da avaliação realizada pela instituição sobre a capacidade de pagamento da empresa solicitante. Os juros oferecidos são acessíveis e a Agência garante celeridade na aprovação das propostas, desde que sejam preenchidos todos os requisitos solicitados. De acordo com a Agência, as linhas de crédito visam beneficiar os empreendedores individuais, as grandes empresas instaladas ou as que desejam se instalar no Tocantins, promovendo e incentivando áreas estratégicas da economia do Estado.

Em 2016, a Agência de Fomento, por meio do projeto Atuação no Interior, levou suas ações para várias cidades do Estado, realizando visitas ao comércio local, palestras com informações sobre os programas de financiamento da instituição, além de atendimentos. As liberações de crédito no ano passado totalizaram o montante de R$ 3.939.985,17, gerando 525 novos empregos e ajudando a manter milhares de outras vagas de trabalho.

Para o diretor presidente da Agência de Fomento, Freire Júnior, a instituição trabalha com rapidez e agilidade na liberação dos valores quando as propostas são aprovadas e oferece taxas de juros abaixo das praticadas pelo mercado. “A Agência de Fomento, como o próprio nome diz, visa fomentar a economia do Estado por meio de apoio financeiro por empréstimos ou financiamentos para os diversos segmentos da atividade econômica do Tocantins. Nós temos algumas linhas de crédito especiais, dentre elas para taxistas e também pequenos produtores rurais, além de convênios com associações comerciais, sempre voltadas para pessoa jurídica, que é o nosso foco”.

Os interessados em obter outras informações sobre prazos, condições e valores das linhas de créditos disponibilizadas pela Agência devem acessar o site www.fomento.to.gov.br.

 

Aldemar Ribeiro – Governo do Tocantins