Palmas Shoes aquece economia da cidade

Em sua terceira edição, a Palmas Shoes superou as expectativas dos organizadores, que venderam mais de 300 mil pares de calçados. A Feira também movimentou a economia da cidade, tanto no setor hoteleiro, como nos bares e restaurantes com o fluxo de expositores e lojistas que vieram de várias partes do país para a Feira de Calçados, que já se consolida na agenda de eventos da Capital.

Hotéis apontaram que triplicaram o número de ocupação de quartos durante o período de realização da Palmas Shoes, de 8 a 12 de fevereiro. “Durante os meses de janeiro e fevereiro temos uma taxa de ocupação baixa, mas conseguimos triplicar o número de quartos ocupados durante a Palmas Shoes. Temos representantes e lojistas do Pará, Maranhão e Goiás”, afirmou a gerente administrativa de um dos hotéis de Palmas, Natália Albina.

Para o empresário do ramo de hotel, Cleber Porto, o fluxo de hóspedes em seu estabelecimento cresceu em 30% durante a Palmas Shoes. “Um evento desse porte é muito importante para o setor hoteleiro, o movimento melhora, porque além dos representantes das fábricas, os comerciantes do Tocantins e de estados vizinhos estão aqui para fazer suas compras”.

O empresário ainda acrescentou que no período de réveillon seu hotel chegou a ficar com 70% dos quartos alugados, e atribuiu essa taxa de ocupação às festividades apoiadas pelo município nesse período.

Outro ponto que sofreu um aumento no fluxo de clientes foram os bares e restaurantes da Praia da Graciosa, um ponto turístico priorizado por quem vem a Palmas. “Apesar de as chuvas não terem contribuído para maior movimento na praia, percebemos o aumento no fluxo de clientes neste período”, destacou Rafael Henrique Holzbach, sócio administrador de um dos restaurantes da praia.

Para o presidente da Agência Municipal de Turismo, Cristiano Rodrigues, uma das prioridades da gestão é fortalecer Palmas na rota do turismo de negócio.

“Devido sua localização privilegiada, Palmas tem tudo para se tornar um polo importante para o turismo de negócios, por isso temos ajustado a cada dia o Centro de Convenções para que nossa cidade possa receber eventos de grande porte, uma vez que esses eventos estimulam pessoas a virem conhecer nossa cidade e suas potencialidades, movimentando, assim, tanto o turismo de negócios quanto o de lazer”.

 

Palmas Shoes

A Feira de Calçados tem conquistado representantes do Maranhão, Pará, Goiás e Bahia e lojistas de vários estados brasileiros. A organização afirma ter superado os R$ 30 milhões em negócios atingidos na edição passada. “Cada edição que realizamos, crescemos e temos superado a expectativa dos expositores. Só nessa edição conseguimos comercializar mais de 300 mil pares de calçados”, apontou o organizador do evento, Alexandro Tavares.

Tavares conta que Palmas foi escolhida estrategicamente para o evento, por ter uma vasta rede hoteleira, mobilidade acessível para os clientes e passagens áreas a preços acessíveis. “O baixo custo e a acessibilidade atraem os nossos clientes e os expositores para o nosso evento”, acrescentou.

Ainda de acordo com a organização, mais marcas nacionais e importadas foram agregadas ao evento e vem ganhando força a cada edição. Em fevereiro do ano anterior, em sua primeira edição, a feira movimentou R$ 12 milhões em vendas com apenas 40 estandes, na segunda edição em agosto de 2016 já com 60 estandes registrou cerca de R$ 30 milhões. E nessa edição com o aumento para 82 estandes, balanços preliminares apontam que a feira já superou as vendas na edição anterior.

Os organizadores já reservaram as datas das três próximas edições no Centro de Convenções Arnaud Rodrigues. A quarta edição acontece de 5 a 9 de agosto, e para 2018 reservaram os meses de janeiro e julho. “Devido ao sucesso que tem sido a Palmas Shoes, para o mês de agosto também traremos a Feira de Vestuário para Palmas, nos moldes da Feira de Calçados, voltada exclusivamente aos lojistas. Não faremos vendas no varejo”, garantiu Tavares.

 

Wédila Jácome – Secom Palmas

CLOSE
CLOSE